Sports

Erika Januza elogia a atriz Ludmilla: ‘Arrasou em ‘Arcanjo Renegado”

A atriz Erika Januza esteve no “OtaLab” esta semana para falar da segunda temporada de “Arcanjo Renegado”, que estreou no último dia 25 no Globoplay. Na série, um thriller policial que tem a complexa realidade do Rio de Janeiro como pano de fundo, ela interpreta uma policial.

Na entrevista para Otaviano Costa, ela contou que uma das melhores surpresas durante as gravações foi a atuação da cantora e compositora Ludmilla, que também vive uma policial na série, em seu primeiro papel como atriz.

É muito impressionante. E ela arrasou, viu? Concentrou-se, pediu algumas dicas, mas ela foi muito bem, foi muito elogiada pelos diretores.

E ainda teve o lado fã de Erika, que aflorou na chegada da cantora ao set de filmagem. “Quando encontrei Lud pela primeira vez, não resisti: no primeiro dia de cena dela eu tive que cantar “É Hoje’ pra ela”, contou.

E também aprendi muito com Ludmilla. Ela improvisava, fazia coisas geniais. A gente nunca para de aprender.

Erika ainda deu um spoiler. “A terceira temporada de ‘Arcanjo Renegado’ já está escrita e vem aí. E, se tudo der certo, Ludmilla vem junto comigo”, disse.

‘Tive receio de subir a Rocinha fardada’

Erika Januza entrou dançando e manteve o clima leve e divertido durante toda a entrevista no “OtaLab”. Mas também teve espaço para papos mais sérios no programa.

Em “Arcanjo Renegado”, Erika interpreta a policial militar Sarah, irmã do protagonista do sargento Mikhael, vivido por Marcelo Mello Jr. “Assistindo, você vê o que está acontecendo no dia-a-dia do Rio”, explicou.

“Mas não é contado ‘de mentirinha’. A gente está ali, doa a quem doer, falando a verdade em várias áreas, na esfera policial, política, religiosa”, contou a atriz, que viveu uma experiência muito marcante durante uma cena de incursão policial gravada na favela da Rocinha.

O que me deixou temerosa foi subir fardada. Até entenderem que era uma gravação, as pessoas nos olhavam como se perguntassem: ‘o que eles estão fazendo aqui’? Elas olhavam pra gente, mas não era com uma cara boa.

Este contato direto com a realidade carioca levou a mineira de Contagem a refletir. “Isso me marcou muito. Era um incômodo. Uma cena de tiroteio, de ficção, num lugar em que as pessoas passam por isso de verdade”, contou, fazendo questão de exaltar a comunidade. “As pessoas são maravilhosas, acompanharam as gravações, a Rocinha é um mundo, é incrível”, elogiou.

‘Pertenço ao clã das bruxas da Disney agora’

Em breve, Erika Januza poderá ser vista também no Disney+. Ela está no elenco da série “A Magia de Aruna” como a bruxa Latifa, programada para estrear em 2023. Durante as gravações, a atriz recebeu uma carta reveladora:

Recebi uma cartinha que dizia: ‘você se tocou que agora pertence ao clã das bruxas da Disney?’ Eu não tinha me tocado!

Em “A Magia de Aruna”, Erika terá a companhia de Giovanna Ewbank e Cleo Pires, que também viverão bruxinhas na série. “A minha bruxa controla os minerais: sou eu que abro portas, quebro correntes, levanto pedras”, contou.

Em 10 anos de carreira, esta foi a primeira experiência de Erika com o universo mágico. Ela adorou.

Foi a primeira vez que eu trabalhei com lúdico, e foi muito legal brincar de faz-de-conta. Acho que será uma série para crianças, jovens e adultos. Eu mesmo adoro coisas de magia. Saiu, eu vejo!

‘Pra gente é mais difícil, mas, sim, nós podemos’

Um fã quis saber de Erika: “Como você lida com a responsabilidade de inspirar tantos atores e atrizes pretos?”. Erika lembrou da própria trajetória para responder:

“A mensagem que eu gosto de passar é dizer que é possível. E isso não é uma coisa ilusória”, avisou.

Há dez anos, eu era secretária em uma escola em Minas. Eu estava lá, fazia meu trabalho, mas corri atrás dos meus sonhos, sempre com muita luta. Não é facil, pra gente é mais difícil, mas, sim, nós podemos.

Erika vê como uma responsabilidade sua incentivar incentivar outras pessoas a não desistir. Até porque, hoje, as coisas já são melhores do que quando ela ingressou na carreira. “Há dez anos não tínhamos essa força, mas hoje, graças a Deus, quando olhamos pros lados, vemos cada vez mais gente”, comemorou.

E essa responsabilidade não é só dela, mas coletiva. “Cada uma dessas pessoas também tem essa responsabilidade de mostrar que é possível. Por isso quero sempre levar o melhor que eu puder, com a maior positividade possível, porque eu sei que não é fácil. Pra mim também não foi”, lembrou.

Imagino que para as pessoas que estão em casa querendo uma oportunidade deve parecer impossível, porque eu também pensava isso.

OtaLab

O “OtaLab“, o programa de internet que parece TV, vai ao ar toda terça-feira, às 11h, e pode ser acompanhado pelos canais do Splash no YouTube, Twitter e Facebook. Você pode assistir a toda a programação do Canal UOL aqui.



Source link

Leave a Reply

Your email address will not be published.