Entertainment

Festival Canta é o 1º evento no mundo a usar plataforma de compartilhamento de ingressos

O aplicativo de compartilhamento de ingressos partilhei!” é o primeiro da sua categoria a ser lançado no mundo. Por meio de uma tecnologia exclusiva, um bilhete poderá ser utilizado por duas pessoas, permitindo compartilhar esta experiência.

Leia Mais:

Depois de um teste beta durante o Festival Queremos!, em maio deste ano, apenas para convidados, o aplicativo abre as vendas para o grande público com ingressos do Festival Canta, que acontece neste domingo (17), no Caminho Niemeyer, em Niterói. O evento contará com shows de Thiaguinho, Pedro Sampaio, Dilsinho, Luisa Sonza e L7nnon. 

Festival Canta é o 1º evento no mundo a usar plataforma de compartilhamento de ingressos
Foto: Reprodução/Instagram @partilhei.app

Segundo Diogo Duílio, produtor do Festival Canta,  a inovação é uma das marcas do evento e, por isso, os organizadores sempre buscam novidades para apresentar ao público. 

“Este ano estamos muito animados para oferecer experiências além da música: teremos tirolesa e diversas ativações interativas. E nada melhor do que permitir que o público compartilhe entre si essa experiência de estar no Canta. Agora o tempo não é mais uma barreira para quem quiser curtir o festival!”, conta 

De acordo com o produtor de eventos e fundador do “partilhei!”, Marcelo Lins, o objetivo do aplicativo é permitir a ampliação e a democratização do acesso aos eventos e, com isso, reduzir a ociosidade daquela estrutura preparada pelo produtor.

“Durante a minha vida profissional já produzi diversos festivais e shows que duram mais de 10 horas, com atrações variadas. E também já tive outras tantas experiências em eventos assim como espectador. E é bem comum ver que em alguns momentos o evento fica mais “vazio” pois o público ainda não chegou, mesmo tendo atrações rolando. Então, você tem toda uma estrutura de bares, ativação de marcas, bandas de abertura, entre outros, que pode não ser aproveitada plenamente por conta desta logística do público. E do outro lado existem pessoas que desejam muito viver aquela experiência, mas que não podem arcar com o custo completo do ingresso”, comenta  Marcelo Lins.

Festival Canta é o 1º evento no mundo a usar plataforma de compartilhamento de ingressos
O produtor de eventos e fundador do “partilhei!”, Marcelo Lins. Foto: João Gabriel Guerreiro

Como funciona o aplicativo de compartilhamento de ingressos?

Basta fazer o download do “partilhei!” na sua loja de aplicativos (iOS ou Android) e realizar o seu cadastro. A partir deste momento você já terá acesso a uma lista de eventos que estão com seus ingressos disponíveis para compra na plataforma. 

Foto: Reprodução/Instagram @partilhei.app

A grande diferença é que você pode optar por comprar um ingresso integral e disponibilizar a parte que não irá utilizar ou comprar a parte de um ingresso disponibilizada por outro usuário.

Ao comprar o ingresso integral, o usuário se torna um “anfitrião” e disponibiliza na plataforma a parte do ingresso que não será utilizado, cedendo-a de forma gratuita ou colocando-a à venda. Esse “ingresso partilhado” irá aparecer numa listagem que estará disponível para todos os usuários do aplicativo. A pessoa que tiver interesse poderá adquirir esta parte do seu ingresso diretamente no “partilhei!”

Festival Canta é o 1º evento no mundo a usar plataforma de compartilhamento de ingressos
Foto: Reprodução/Instagram @partilhei.app

Cada usuário poderá aproveitar a parte do tempo do evento correspondente ao seu ingresso. A primeira pessoa vai apresentar o seu “ingresso partilhado” normalmente na entrada do evento, realizando assim o seu check-in. Quando o seu tempo estiver próximo do fim, alguns alertas serão enviados lembrando-a da necessidade de fazer o check-out. A segunda pessoa segue o mesmo procedimento, ingressando no evento no horário estipulado para o seu check-in.

Para gerenciar a entrada e saída dos usuários dos locais de evento, o “partilhei!” conta com uma ferramenta de geolocalização. 

“Caso a primeira pessoa esqueça de fazer o check-out no aplicativo ao deixar o local do evento, a nossa tecnologia irá fazer este trabalho por ela ao verificar que esta já está fora dos limites do show ou do festival. Ninguém será prejudicado por algum esquecimento ou quebra de combinado na hora da partilha”, explica Marcelo Lins.

Como tudo na economia compartilhada, o uso do “partilhei!” depende de uma relação de confiança. 

“Diferente de outros apps, o “partilhei!” ainda permite que o anfitrião (dono do ingresso inteiro) doe parte do seu ingresso para uma pessoa que não teria condições nem mesmo de pagar por parte dele. E eu realmente espero que essa corrente do bem se estabeleça na nossa plataforma!”, finaliza Marcelo Lins. 

Foto: Reprodução/Instagram @partilhei.app



Source link

Leave a Reply

Your email address will not be published.

close