Entertainment

Marco Pigossi relata dores de ter vivido anos escondendo a orientação sexual

Em entrevista à revista “Piauí”, Marco Pigossi falou sobre seu processo de se assumir homossexual. No relato, o ator também aborda os anos que passou escondendo sua orientação sexual e os desafios que teve que enfrentar até a foto publicada no dia 25 de novembro, ao lado do namorado Marco Calvani.

Na entrevista, Marco Pigossi conta que teve um relacionamento escondido de oito anos com um rapaz, enquanto morava no Brasil. Segundo o ator, sair com o namorado o aterrorizava por causa do medo de ser descoberto pelo público e que isso afetasse sua carreira.

“A paranoia fazia com que uma simples ida ao cinema com meu companheiro, algo trivial na rotina de um casal, fosse precedida de muita angústia. Eu pedia para amigos irem conosco, só para evitar que eu fosse visto sozinho na companhia de outro homem. Era um conflito interno constante: eu não podia deixar o medo me vencer, eu tinha que ir ao cinema, mas, ao mesmo tempo, sentia um pânico de ser descoberto gay”, explica.

Marco Pigossi ainda conta que, uma vez, ao pousar do avião em uma viagem de São Paulo ao Rio de Janeiro, leu uma nota cifrada de que ele estaria tendo um caso com um ator com quem contracenava. O ator envolvido na notícia era Rodrigo Simas.

A notícia causou uma crise de pânico tamanha nele que seu namorado da época teve que pegar um avião e ir buscá-lo no banheiro do aeroporto. Em outras ocasiões, o ator também precisou explicar determinadas afirmações sobre sua orientação sexual.

Marco Pigossi se afasta da família por causa de orientação sexual

Na entrevista, Marco Pigossi explica que o ano da eleição piorou o relacionamento com seu pai, Oswaldo Pigossi, que é eleitor de Bolsonaro.

“Afinal, Bolsonaro era o sujeito que dissera preferir um filho morto a um filho gay. Que gay é resultado da falta de surra. Que não é bom alugar uma casa para um gay porque desvaloriza o imóvel. Sempre tive dificuldade de entender como um pai escolhe votar num político que insulta seu próprio filho de modo tão visceral. Meu pai e eu ficamos sem nos falar durante o ano da eleição – e até hoje temos contatos apenas esporádicos. O abismo, que já era grande, tornou-se ainda maior. Meu pai é um cara afetivo, sensível. Sou o primeiro gay com quem ele lida. Pouco a pouco, espero que ele aprenda a lidar com naturalidade”, deseja.

Marco Pigossi se apaixonou por atrizes com quem contracenou

Ao longo dos anos, Marco diz que se apaixonou por duas atrizes com quem contracenou: Sophie Charlotte e Fabíula Nascimento, com quem foi flagrado aos beijos em um bar, se envolveram com o ator.

Em 2017, o artista assinou com a Netflix como uma maneira de explorar novos horizontes, tanto profissionais, quanto pessoais.

“Queria abrir mercados internacionais, ter a experiência de interpretar outros tipos de personagens, estudar mais. Na minha cabeça, pensava que seria menos doloroso me assumir gay e trabalhar como ator morando em outro país”.



Source link

Leave a Reply

Your email address will not be published.