Entertainment

Mundo Positivo » Tite analisa grupo do Brasil na Copa e salienta fato de rivais europeus terem ficado à frente de potências mundiais

“Não adianta ficar tenso. Eu vou fazer o que?”. Assim o técnico Tite reagiu quando perguntado se sentiu aquele frio na barriga na hora de conhecer os primeiros adversários do Brasil na Copa do Mundo do Catar.

Tite analisa grupo do Brasil na Copa e salienta fato de rivais europeus terem ficado à frente de potências mundiais - 1
Personalidades do esporte participaram do evento no Catar | David Ramos/GettyImages

A seleção, que vai em busca do hexacampeonato, pegará Suíça, Sérvia e Camarões no Grupo G do Mundial. Os adversários europeus, inclusive, cruzaram o caminho verde-amarelo no Mundial de 2018 também nesta etapa. Na opinião do treinador canarinho, o equilíbrio prevaleceu na hora de se ‘tirar as bolinhas’. “Não há grupos da morte e nem da vida. Todos possuem sempre um grau de dificuldade, de embate”, disse.

Tite analisa grupo do Brasil na Copa e salienta fato de rivais europeus terem ficado à frente de potências mundiais - 2
Adversários europeus são os mesmos da Copa de 2018 | David Ramos/GettyImages

Especificamente sobre a chave do Brasil, ele deu destaque à performance de suíços e sérvios nas eliminatórias. “Uma seleção que fica à frente da Itália (Suíça) e outra que se coloca à frente de Portugal (Sérvia) precisam ser respeitadas”, concluiu, sem deixar de lembrar da força da escola africana, a qual é representada pelos camaroneses.

PERÍODO DE TREINAMENTO AUMENTADO

O estafe da CBF tinha o desejo de, se possível, ver o Brasil cair em uma das últimas chaves da Copa. E isso aconteceu. A competição se inicia no dia 21 de dezembro, e a estreia brasileira será somente no dia 24, contra a Sérvia. Assim, existe a possibilidade de de trabalhar mais o elenco.

Além disso, ficou praticamente definido que os técnicos poderão convocar até 26 jogadores (com o mínimo de 23), o que aumenta o leque de opções para Tite – ele, claro, comemorou. Se isso se confirmar, todos os 15 nomes que não iniciarem um confronto serão liberados para ficar no banco, com o treinador tendo a possibilidade de fazer cinco substituições.

Fonte: 90min

Source link

Leave a Reply

Your email address will not be published.

close