Sports

Picanha de R$ 1.799: do frigorífico de Gusttavo Lima para Bolsonaro – 31/05/2022 – Cozinha Bruta

O que têm em comum um helicóptero com uma foto gigante de Jair Bolsonaro que sobrevoou Goiânia e a picanha de R$ 1.799/kg que o presidente comeu no Dia das Mães em 2021? O cantor Gusttavo Lima, cujos contratos exorbitantes com prefeituras do interior estão sendo investigados por uso irregular de verba pública.

Gusttavo é sócio do Frigorífico Goiás, que vendia a tal picanha de gado wagyu com preço estratosférico e um meme de Bolsonaro na embalagem. Também é o principal garoto-propaganda da marca, que se posiciona abertamente a favor do ocupante da presidência.

O sertanejo se associou ao fundador do frigorífico, Leandro Nóbrega, e desde o ano passado tem ajudado a vender franquias de açougues por todo o país.

Na sexta-feira (27), durante uma passagem de Bolsonaro na capital Goiânia, o frigorífico envelopou um helicóptero com a imagem do presidente e o pôs para sobrevoar o percurso da comitiva.

Ao ver sua a agenda de shows escrutinada, Gusttavo fez uma live na qual chorou, se disse vítima de perseguição e cofitou “jogar a toalha“. Recebeu a solidariedade de pessoas como o primeiro-filho Flávio Bolsonaro e o ministro Fábio Faria, das Comunicações.

(Siga e curta a Cozinha Bruta nas redes sociais. Acompanhe os posts do Instagram e do Twitter.)


LINK PRESENTE: Gostou deste texto? Assinante pode liberar cinco acessos gratuitos de qualquer link por dia. Basta clicar no F azul abaixo.



Source link

Leave a Reply

Your email address will not be published.

close