Sports

Posse de Bola #247: Palmeiras campeão do turno. Quais rivais ainda podem incomodar? – 22/07/2022

A vitória do Palmeiras por 1 a 0 sobre o América-MG em Belo Horizonte, combinada ao tropeço do Atlético-MG diante do Cuiabá, definiu o time de Abel Ferreira como o campeão simbólico do primeiro turno do Brasileirão com uma rodada de antecedência, já que abriu quatro pontos para o Corinthians e o próprio Galo faltando apenas a rodada deste fim de semana para o fim do turno.

No podcast Posse de Bola #247, os jornalistas Arnaldo Ribeiro, Eduardo Tironi, Juca Kfouri e Mauro Cezar Pereira analisam a campanha do líder Palmeiras e quais times podem ameaçá-lo na disputa pelo título brasileiro, com Corinthians, Galo, Fluminense, Athletico-PR e Inter todos próximos, enquanto o Flamengo aparece apenas em sétimo, com nove pontos a menos.

Para Juca Kfouri, o time que mais ameaça o líder é o Flamengo dirigido por Dorival Júnior, destacando a força do elenco, o número de jogadores decisivos e a chegada de novas peças na janela de transferências.

“Eu insisto ainda que quem mais ameaça ao Palmeiras é o Clube de Regatas do Flamengo pelos reforços, pelo time que tem, por ser o time com os jogadores mais decisivos do futebol brasileiro. Eu não tenho dúvida disso, o Flamengo continua a manter, com os reforços que contratou, o melhor elenco do futebol brasileiro”, diz Juca.

“Portanto, diante do fato de estar a apenas nove pontos do Palmeiras, pode perfeitamente chegar ao Palmeiras. Claro que o Palmeiras neste momento, além da sua consistência, tem a vantagem de estar em duas frentes apenas, o Flamengo está em três, isso faz toda a diferença”, completa.

Outro assunto do programa foi a situação do Atlético-MG, que acabou decidindo pela demissão do técnico Turco Mohamed, anúncio feito apenas depois da edição #247 do Posse de Bola, mas já esperada, como comentou Mauro Cezar a respeito da desorganização do Galo em campo.

“Atletico-MG ontem de novo era um amontoado de bons e ótimos jogadores. O time não tem nada, a quantidade de chances que desperdiçou o Cuiabá foi um negócio sério, teve várias oportunidades, o Atlético-MG é um time muito exposto, o trabalho do Turco Mohamed é muito fraco e a bomba vai estourar em cima do argentino”, diz Mauro Cezar.

“Mas deveriam discutir também os critérios de contratação e quem capitaneou a contratação, lembrando que o diretor de futebol do Atlético-MG é o Rodrigo Caetano, que está na estrada há tanto tempo e mais uma vez faz um trabalho muito questionável com tanto dinheiro para investir, que o clube investe por intermédio também de seus benfeitores”, completa.

O jornalista afirma que uma das possibilidades é que o clube tente convencer Cuca a assumir o comando do time, mesmo que o técnico neste momento deseje ficar em um período sabático.

“O time simplesmente não anda. Ontem (21) eu falei com algumas pessoas e há uma corrente daqueles que querem tentar de novo convencer o Cuca a socorrer o time neste momento, o Cuca não quer trabalhar esse ano, deve haver uma pressão de novo lá”, conclui.

Source link

Leave a Reply

Your email address will not be published.

close