Entertainment

Revelação do agronejo, Ana Castela diz: “Não é só o homem que canta sertanejo e trabalha em roça”

Atualmente em alta em todo o país, o agronejo, uma das vertentes do sertanejo, vem se destacando e revelando novos artistas. Não é nenhum segredo que o ritmo tem um forte vínculo com o agronegócio, mas recentemente essa relação vem ultrapassando barreiras e chegando cada vez mais, nas músicas.

Leia mais:

Ana Castela. Foto: Reprodução/Instagram @anacastelacantora

Um desses destaques é a nova aposta do ritmo, a cantora Ana Castela, conhecida como “Boiadeira”. Atualmente, ela alcançou a incrível marca de 23 milhões de visualizações no YouTube com o hit “Pipoco”, que traz ainda as participações da Melody DJ Chris no Beat, que mistura o sertanejo com as batidas de funk.

Com apenas 18 anos de idade, Ana já se destaca como um dos grandes nomes da nova geração do agronejo e apresenta números expressivos nas plataformas de streamings e nas redes sociais.



Atualmente, alguns fãs do sertanejo, começaram a relacionar músicas que trazem a temática da agropecuária como agronejo. Essa nova vertente traz a famosa identidade do agroboy e o seu trabalho na indústria agropecuária, muitas vezes, com canções que contam histórias de superação de vida e do trabalho braçal pesado.

Com menções diretas à pecuária, à plantação e ao enriquecimento dos fazendeiros em suas letras, muitas vezes, os cantores também discursam com narrativas de gêneros musicais marginalizados, como o funk.

Um desses grandes exemplos é o termo  “A Roça Venceu”, bastante usado por artistas do gênero e título de uma música da dupla Anthony & Gabriel. Na verdade, o bordão é originário do funk, conhecido como “Favela Venceu”, e sofreu uma adaptação para o contexto rural.



Outro detalhe que marca o agronejo é que apesar das canções chamarem a atenção para a ostentação, os artistas apostam na diferença entre eles e o “playboy” das grandes cidades, que, do seu ponto de vista, tentam diminuir a força daqueles que vivem no campo. Os cantores se auto-denominam como, “os playba”.

Ana Castela. Foto: Reprodução/Instagram
@anacastelacantora

Sendo assim, em fevereiro de 2021, Ana Castela lançava seu primeiro single “Boiadeira”, que se tornou viral e a fez ficar conhecida. A cantora fala sobre empoderamento feminino, a mulher que vive “a lida do gado”, reforçando uma mensagem sobre a importância da mulher na pecuária.

Durante uma entrevista exclusiva ao POPline, Ana Castela falou da importância da costrução dessa identidade, da tendência de uma nova linhagem dentro do sertanejo em geral, como o feminejo e o empoderamento feminino.

“Isso é uma coisa que nós estamos construindo né?! Ainda perguntam ‘mulher anda de cavalo?’ ‘mulher mexe com boi,mesmo ?’ Ainda tem muito isso! Nós mulheres, quando falamos que trabalhamos na fazenda, os homens não acreditam e ficam dizendo que é mentira, porque eles tem o costumezinho de ficar falando assim ‘ela só veste a roupa mesmo, porque não sabe fazer nada’ e isso me dá uma raiva rs. Mas é isso, né?! Nós estamos aqui para mostrar o empoderamento feminino e mostrar que não é só o homem que canta sertanejo, que não é só o homem que trabalha em roça, que não é só ele que usa bota. A mulher também! Elas são foda!”, disse Ana Castela.





Source link

Leave a Reply

Your email address will not be published.

close